' Blog do Walter Lima: NO ATO PÚBLICO: Mobilização Senadorense contra PEC 37

LEIA TAMBÉM:

10 de abr de 2013

NO ATO PÚBLICO: Mobilização Senadorense contra PEC 37

Durante o ato público que aconteceu nesta manhã de Quarta Feira,10, no Liceu de Senador Pompeu, contra a Proposta de Emenda à Constituição, teve a participação de dois promotores de Justiça da Comarca desta cidade. Dr. Iure Rocha Leitão e Dra. Candice Lucena, esclareceram vários pontos de fácil compreensão para os presentes sobre o risco da PEC 37 ser aprovada no Congresso Nacional. Facilitando assim a prosperação do mar de corrupção em todos os estados brasileiros, um dos riscos... 

AUTORIA DA PEC 37
De autoria do Deputado Federal Lourival Mendes PTdoB Maranhão a PEC 37  "acrescenta o § 10 ao Art. 144 da Constituição Federal para definir a competência para a investigação criminal pelas polícias federal e civis dos Estados e do Distrito Federal", retirando do Ministério Público o poder de investigar casos como; de corrupção em vários setores da nossa sociedade.


PARTICIPANTES
Vereadores; Lúcia Aquino PSDB, Paulinho do Clidenor PTB. Bacharel em direito e ex presidente da câmara de Vereadores de Senador Pompeu, Zenalto Bezerra, Maria Lúcia Presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais do município, Claudio Vitoriano Presidente da Federação das Associações Municipais do Município, Luiz Gonzaga Diretor e Professor da Escola Estadual Liceu em Senador Pompeu, José Fernandes membro do conselho Tutelar, Marta Souza Assessora pedagógica  do Centro de Defesa dos Diretos Humanos, Lucineide Nere Professora/ historiadora, Locutor Aluísio Lima, estudantes e varias pessoas de todas as classes sociais participaram também do ato público.

DEBATES
Foram debatidos assuntos que também pode virar próximos encontros. Dr Iure Rocha explicou dizendo sobre as "falsas perícias" do Deputado Lourival, afirmando que o MP em hipótese  alguma quer tomar o lugar da polícia, e sim como vem fazendo, trabalho conjunto. Citou exemplos onde a corrupção reina e o Ministério Público (MP) não pode investigar ; como nos países africanos de Uganda e Quênia. Também na Indonésia. 

INDAGAÇÕES
Foram feitas perguntas, que inclusive perguntamos se as ações do dia 09 de Abril de 2013, que resultou na prisão de várias pessoas, foi uma reposta a sociedade brasileira do importante trabalho de investigação do MP. Ele nos respondeu dizendo que não, mais serviu de exemplos. Lucineide Nery Professora/ historiadora lamentou o índice de analfabetismo e por isso tinha políticos autoritários. Disse do papel fundamental dos meios sociais e através deles jovens tinham derrubado ditadores. Ainda enalteceu o MP. 

Claudio Vitoriano Presidente da FAMSEP indagou sobre o julgamento antecipado da por parte da população através da visualização nas"mídias", de órgãos investigados. Dr Iure disse primeiro dos indícios que são investigados e o trabalho de divulgação nos sites oficiais do MP é de responsabilidade. Relatou sobre a parcialidade em alguns meios que, muitas as vezes não divulgam,o balanço final de cada processo, quando vários casos são arquivados por não ter provas suficientes.  

Ainda no "ato" o diretor da escola Liceu, Luiz Gonzaga se mostrou preocupado com a descrença que os adolescentes têm com os poderes constituídos e o difícil papel de educar com tanta violência na cidade. A vereadora Lúcia Aquino lamentou perguntando se foi enviado convite aos poderes; executivo e legislativo do município, porquê ficou sabendo através da mídia, o ato, sendo de grande importância a presença dos administradores municipais. 

A promotora Candice Lucena afirmou ter encaminhado convite para os demais órgãos, vendo o dever das comunicações as pessoas que nele "trabalha". Os promotores lembraram do risco que membros do Ministério Público corre investigando. Ainda citaram trabalharem incansavelmente para combater a ilegalidade. deram exemplo de um amigo que afastou o delegado, Juiz e polícias de uma cidade, precisando de escolta, por fazer um trabalho sério. Pediram a participação de toda a sociedade através também dos meios sociais.

Para ver as fotos clique em ATO PÚBLICO CONTRA A PEC 37


PARA PARTICIPAR CONTRA A PEC NO FACEBOOK CLIQUE EM PEC 37 (A PEC DA IMPUNIDADE) - REJEITAR É PRECISO! 
Comente sugira a amigos o nosso blog. Mande sua notícia,  e comunique erros clicando em contato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seus comentários. Cautelosamente apreciaremos para liberação.
Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;
Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Blog do Walter Lima © Copyright 2011. Tecnologia do Blogger.