' Blog do Walter Lima: Morre bebê que usava garrafa pet por falta de máscara

LEIA TAMBÉM:

1 de fev de 2016

Morre bebê que usava garrafa pet por falta de máscara

Foto g1
O hospital de Jutaí, 751 Km de Manaus foi notícia nos grandes jornais após caso inusitado e trágico. Uma recém-nascida morreu 10 horas após o parto. Sem máscaras de oxigênio, o hospital improvisou garrafas pet na internação da criança e do irmão gêmeo, que nasceram com problemas respiratórios. A direção da unidade afirmou a essa matéria reproduzida do site G1 que, a falta da máscara de venturi não teria contribuído para o óbito do bebê.


O menino Gabriel teve alta neste domingo (31), mesmo tendo nascido com 7 meses de gestação. A Secretaria de Saúde do Amazonas (Susam) investiga o caso.

Ao G1, a tia das crianças disse que os bebês nasceram em parto normal por volta de 1h do dia 28 e que a menina morreu às 11h. Segundo Rayssa Neres, a família foi comunicada que o hospital não possui incubadora e que estava sem máscaras de oxigênio.

“O médico cortou a garrafa e colocou nos bebês, porque não tinha aparelho nem nada. Ele não tem culpa. Tentou ajudar”, diz a tia.


Confira matéria do G1 Globo
Veja os vídeos e seja o 1º a saber através do nosso canal do Youtube e curtindo nossa página no  Facebook, e nos seguindo no Twitter.






                           Publicidade
Para conhecer todas as promoções visite http://www.bholanda.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seus comentários. Cautelosamente apreciaremos para liberação.
Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;
Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Blog do Walter Lima © Copyright 2011. Tecnologia do Blogger.